Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Eleições?

por PAS, em 25.09.09

 

 

Portugal vai a votos este fim-de-semana, está em causa tão-somente o cargo mais conceituado, honorífico e benquisto deste país… sim o de Miss Portugal 2009/2013, por razões óbvias este ano fez-se uma concessão e permitiu-se o concurso misto.
os concorrentes são caras bem conhecidas do burgo e só mesmo a empatia pode justificar o estreitamento de uma diferença considerada à priori abismal, deveras Joseph Sócrates é o candidato preferido a Miss, não porque defenda a paz mundial e a eliminação da pobreza, nem tampouco pelas suas grandes habilidades, ou mesmo cozinhados primorosos, Jo é favorito porque tem um lindo cabelo grisalho, veste o número 42 e veste bem. Conta, o homónimo do filósofo grego, na sua cartilha, com distinções únicas como a de “homem mais sexy” ou por estranho que possa parecer como a do “político a quem os portugueses mais confiariam o seu dinheiro”… só que ser-se porreiro, pá! tem os seus senãos, como a overdose. a sobredosagem de uma imagem leva à rejeição precoce e Joseph está dependente do constante polimento de um busto com demasiadas visitas.
por seu lado, Manela, a grande concorrente de Sócrates, goza de um efeito diferente, é uma imagem velha nova (não é todos os dias que uma mulher de sessentas é eleita Miss) e carrega ao ombro a premissa da verdade, qual Madre Superiora dos interesses maiores do povo. é para os mais entusiásticos um novo capítulo de uma história iniciada em Hillary quando candidata a candidata a presidente dos E.U.A, claro que ser presidente do Associação Social Democrata também ajuda! no entanto, apesar de todos os beneméritos de carácter, Manela Ferreira Leite, a velha jovem de semblante duro e sério, será provavelmente a candidata derrotada. porquê? porque é feia! como dizia uma senhora na Rua do Bacalhau, e um senhor no Braço de Prata, “ Não gosto da Manuela, é feia!”, ou mais a Norte um taxista dos Aliados, “Tem boca grande”, obviamente equivocado com a censurada e entusiasta locutora do antigo Jornal da Noite da TVI
o que ficará para história será a graciosidade de mais uma subida ao palanque do miss mais sexy de Portugal continental (Jardim não permitirá o visionamento do deboche aos madeirenses e César não terá acesso a ele porque afinal nos Açores nem existe Mcdonalds!), e a arte de adivinhar quem será miss simpatia: a discussão harmoniosa parece estar instalada entre Louças e Portas.
no fundo tudo se resume a uma questão de cosmética, afinal é só um concurso de Misses!


PAS

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.09.2009 às 12:08

Como dizia um, até ao lavar dos cestos é vindima! talvez no meio de comicios (de uns) e visitas (de outros) fiquem com os copos e consigam avaliar quem é que merece a faixa de miss!

sis

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D