Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Lenga-Lengas

por PAS, em 20.01.09

a propósito disto:

triste sina a daqueles que têm por missão defender a escória da humanidade – Hamas entre outros – faz-me lembrar aqueles pobres coitados advogados oficiosos que são designados a defender o psicopata-assassino-mutilador-de-mulheres-de-forma-vil-e-desumana. de facto a realidade é sempre a mesma, e o argumento também, uma infância difícil, perturbada, um pai-bastardo-padrasto actor de maus-tratos... factualidade: se formos a analisar rough bottom a questão, quem se escuda no discurso da libertação da palestina ou dos palestinianos, é hipócrita ou simplesmente inculto, principalmente quando o argumento se sustenta na autoridade histórica, ou na violência exacerbada do estado vizinho... no dia em que tratarem crises como a do Hezbollah à 2 anos, ou mesmo do tratamento indigente "oferecido" pelos amicíssimos países árabes aos mesmos palestinianos, da mesma forma teatral que os media propagam a crise na faixa de Gaza, ou se terá obliterado o Estado de Israel ou a Palestina terá reformado o seu maior inimigo - o Hamas.

é peculiar a semelhança entre os dois povos, onde apenas a capacidade de organização, de vontade e força comum os distingue na história. um povo uniu-se sobre uma ideia, a criação de uma nação, uma pátria, outro subjugou-se à vontade de movimentos xenófobos e desejos de aniquilação e enquanto for comandado por forças externas com interesses outros que não a da preservação do mesmo povo, ou mesmo da criação de uma nação, a criação de um Estado de nome Palestina é uma utopia.
incomoda-me portanto sentir o bocejar conivente de uma elite da sociedade, em harmonia com o retrato dramático que o teatro dos media faz questão em apresentar sobre o conflito Israelo-árabe.
a incúria de tudo isto é encontrar naquelas lustrosas peles de cordeiro, defensores da igualdade, um lobo xenófobo, alimentado pelo eterno síndrome Nacional-socialista. heil podridão!
como dizem os franceses “plus ça change, plus ç’est la même”.

PAS

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D